Independente da estação do ano as indesejáveis manchas escuras podem surgir em nossa pele e não são nada bem-vindas. Manchas escuras acontecem devido à produção excessiva de melanina (substância responsável por dar cor à pele) em certas partes do corpo, esse efeito é chamado de hiperpigmentação.

A hiperpigmentação resulta em manchas na pele escuras e lisas que variam de castanho claro a preto e podem variar em tamanho e forma. Essas manchas podem ser hereditárias/genéticas (pintas e manchas escuras de nascença, sardas) ou adquiridas por uma série de fatores, como acne, exposição ao sol, melasma, contato com produtos químicos e plantas, como o limão, causadas por remédios, resposta a processos inflamatórios, carência nutricional, alterações hormonais, gestação, doenças no fígado, rins, intestinos e colágeno.

A exposição ao sol é o fator número um que implica no surgimento de manchas na pele. Quando a pessoa se expõe ao sol sem proteção, o organismo começa a produzir uma grande quantidade de melanina, porque a melanina age como um protetor solar natural para a pele, protegendo-a dos raios UV prejudiciais. Assim, a exposição excessiva ao sol pode perturbar esse processo, levando à hiperpigmentação.

Nesse caso, para quem deseja evitar o aparecimento das manchas na pele, o filtro solar tópico é primordial, pois ele forma uma barreira química contra danos solares, previne também o envelhecimento e protege da radiação UVA e UVB. O protetor solar deve ser usado todos os dias, de preferência reaplicando-o várias vezes ao dia. Outro método de evitar manchas no rosto é fazer o uso de sabonetes de pH fisiológico e específicos para cada tipo de pele, assim poderá evitar o surgimento de acnes e que deixam marcas na pele. É essencial manter a pele sempre hidratada, principalmente no inverno quando a pele costuma ficar mais ressecada.

Devemos tomar certos cuidados com a nossa pele, principalmente a do rosto que é mais sensível, fazendo isso podemos evitar vários problemas de pele. Mas para quem já sofre com as manchas na pele é possível atenuar ou até mesmo fazer tratamentos mais potentes que são mais eficazes. No consultório médico, o dermatologista poderá diagnosticar o tipo de mancha e se for o caso, ser feito os tratamentos com cremes a base de ácidos e inibidores da melanina ou outros como o peelings, laser, entre outros.

Mantenha-se atento às bulas de remédios

Alguns medicamentos podem causar manchas como efeito colateral. A leitura da bula antes de ingerir qualquer remédio é fundamental para evitar reações não só na pele, como no organismo. Fique atenta e não se esqueça de consultar um médico especialista se tiver alguma dúvida ou sintoma alarmante.

Resfrie a pele sempre que necessário

Nos dias mais ensolarados, o calor, além de ressecar o corpo, causa irritação e vermelhidão, que, mais tarde, podem se transformar em marcas. A água termal é uma grande aliada nesses casos, já que refresca e tem ação anti-inflamatória.

 

Aproveite para dar uma conferida nos nossos produtos para pele, temos ótimas opções.